Pesto de rúcula e abacate

Refeições

Uma viagem à Cidade do Cabo que resultou em paisagens fantásticas, numa mala cheia de comida e numa receita para os dias de preguiça (de tão fácil e rápida que é).

Confesso que adoro molho pesto! Adoro todos os ingredientes que tem: o azeite, o alho, os pinhões, o manjericão, enfim tudo. Além disso é a melhor receita de preguiça: cozer massa, abrir um frasco de molho pesto, misturar et voila!

Mas como sabem não sou muito apologista dos conservantes, E’s e afins que todos estes “atalhos enfrascados” que dão tanto jeito na cozinha têm. A juntar a isso há a dificuldade que tenho em encontrar alguns destes ingrediente. Sim, já sei que “em Lisboa encontram-se em qualquer lado.”. Mas desde há um ano atrás que me mudei para Luanda e aqui não é assim tão fácil.

Por isso, tive que dar largas à imaginação e literalmente “inventar” um molho pesto com aquilo que tenho à mão. Usei também algumas coisas que comprei há uns meses atrás quando fui à Cidade do Cabo, na África do Sul. Aconselho vivamente a quem nunca foi. É lindíssimo, super organizado e por alguma razão ganhou a designação de “Suíça” de África. Deixo-vos algumas fotos para porem este destino no vosso roteiro (nota: come-se extraordinariamente bem e barato!!).

Desta viagem, e como não podia deixar de ser, resultou um carregamento de comida, temperos, etc.. Sempre tive o hábito de trazer iguarias dos sítios por onde passo e por isso uma  das paragens obrigatórias é sempre o mercado local. Desde que estou em Luanda esta síndrome acentuou-se ainda mais, devido à dificuldade que é encontrar por aqui algumas coisas. Nesta viagem inclusive tive que comprar uma mala porque já não tinha espaço para trazer tanta coisa, mas sinceramente no regrets. Mais malas houvesse e mais coisas tinha trazido!

Qaunto à receita, é muito fácil, cheia de ingredientes saudáveis e super saborosa, ou seja, tudo o que queremos num molho pesto. Quando experimentarem digam-me o que acharam ok?

Espero que gostem!


Ingredientes:

2 abacates maduros (de preferência biológicos)

1/2 chávena de chá de caju cru

2 dentes de alho

1 punhado de rúcula fresca (de preferência biológica)

4 a 5 colheres de sopa de azeite de abacate (ou azeite normal se preferirem)

massa (utilizei penne de milho – sem glúten – mas podem utilizar qualquer massa que gostem)

Sal dos Himalaias q.b (flor de sal também serve)

Pimenta em moinho q.b

Preparação:

Ponham o caju numa taça e cubram de água durante 15/20 min.

Coloquem a massa num tacho com bastante água a ferver e temperem com sal.

Escorram bem o caju e juntem os restantes ingredientes num robot de cozinha ou liquidificador. Temperem com sal e pimenta a gosto. Triturem tudo durante alguns minutos até terem um creme aveludado. Se estiver demasiado espesso juntem um pouco de água até ter a consistência certa. Ajustem o tempero a gosto (sal/pimenta).

Quando a massa estiver pronta (eu prefiro sempre al dente), escorram-na bem, sirvam e coloquem o molho por cima. Enfeitem com umas folhas de rúcula e uns fios de azeite.

Bom proveito!

Anúncios

2 thoughts on “Pesto de rúcula e abacate

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s