Panquecas de caju com doce de goiaba

IMG_2424[1]

Fim de semana é sinónimo de pequeno almoço com panquecas. E estas são sem açúcar, farinha de trigo ou leite. Muito fáceis de fazer e tãoooooo saborosas!

A minha irmã Rita adora goiabas e aqui por Angola entrámos na época desta fruta. Há goiabas brancas e vermelhas, sendo que as melhores quanto a mim são estas últimas. Mas são as mais difíceis de arranjar.

Vemos pelas ruas de Luanda muitas kitandeiras (senhoras que vendem fruta) com bacias cheias de goiabas. Porém, como diz uma conhecida música de capoeira “nem tudo o que reluz é ouro e nem tudo o que balança cai”. Muitas vezes nessas mesmas bacias que elas transportam na cabeça, estão abertas 2 goiabas vermelhas, mas as restantes são brancas. Um comum mortal que não conheça os “truques da terra” é facilmente enganado. Mas aprendi a escolher goiabas com a minha tia Nídia: basta levantar um bocadinho da casca com uma unha e ver a cor do interior. Fica a dica! 🙂

Quanto ao caju, é dos meus frutos secos favoritos mas a receita funciona com outros (amêndoa, amendoim, avelã, etc.), portanto escolham o que mais gostarem. E esqueçam lá as misturas para panquecas que vêm dentro dos pacotes, carregadas de E’s, açúcares e condimentos que nem sabemos pronunciar. Percam 10 min na cozinha e comam coisas mais saborosas e saudáveis.

Alinham?


Ingredientes: (4 a 5 panquecas)

1/2 chávena de chá de farinha de amêndoa

3 colheres de sopa de manteiga de caju (vejam a minha receita de manteiga de frutos secos)

2 ovos (de preferência biológicos)

1 colher de café de extrato de baunilha

1/4 colher de chá bicarbonato sódio

2 colheres de sopa de agáve

2 a 3 colheres de sopa de água

1 colher de chá de óleo de coco

Para o doce: 1 goiaba em cubos e sem sementes + 4 colheres sopa agáve

Preparação:

Numa taça grande coloque a farinha de amêndoa e  misture com um fouet (batedor de claras) para a soltar e evitar blocos. Junte a manteiga de caju, os ovos, a baunilha, o agáve e o bicarbonato de sódio. Mexa tudo muito bem, até conseguir uma mistura homogénea. Se lhe parecer uma mistura pouco líquida adicione a água e volte a mexer.

Em lume médio, deite numa frigideira anti aderente o óleo de coco e espalhe-o com a ajuda de papel de cozinha (cuidado para não se queimar) para untar bem. Quando a frigideira estiver bem quente deite meia concha de sopa no centro e deixe a mistura espalhar-se uniformemente, criando uma rodela. Espere 1 a 2 minutos ou até a parte de baixo estar cozida e vire a panqueca com a ajuda de uma espátula. Aguarde que coza do outro lado e retire para um prato. Repita para a restante mistura.

Recorde que as panquecas querem-se pequenas e com algum volume, são diferentes dos crepes que se querem finos e de maior dimensão.

Entretanto coloque noutra frigideira em lume brando, a goiaba e o agáve. Vá mexendo até que a fruta liberte a sua calda e se funda com o agáve. Se necessário aumente o lume para levantar fervura mas volte a baixar de seguida para não secar.

Deite por cima das panquecas e sirva.

 

Anúncios

2 thoughts on “Panquecas de caju com doce de goiaba

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s