Falafel no forno

img_3776

Esta é uma alternativa aos falafel originais, fritos em óleo. Mas nem por isso deixam de ser crocantes, saborosos e fáceis de fazer. Pita shoarma sim, mas com falafel saudável!

Quem nunca comeu pita shoarma ou não é deste planeta ou vive no mato. Sei obviamente que pode haver outras razões, mas estas são as duas que me ocorrem de momento dada a globalização desta fast food.

Há uns 10 ou 15 ano atrás (se bem me recordo) houve em Portugal o boom de um franchising israeloportuguês (sim o Joshua’s Shoarma foi criado em Portugal) e de repente havia lojas de pitas em cada esquina. Aqui por Angola as comunidades provenientes do médio oriente (especialmente a Libanesa) potenciaram o desenvolvimento da gastronomia. Prova disso é que no mais recente centro comercial da capital, um dos primeiros restaurantes a abrir foi o das pitas shoarma.

A internacionalização da pita shoarma como fast food promoveu também uma série de outros pratos, snacks e acompanhamentos típicos da cozinha do médio oriente, um deles o falafel. Este bolinho tradicionalmente frito passou a fazer as delícias de quem se atreveu (e atreve) a degustar. Na sua versão original é feito com grão, favas, leva farinha (entre outros condimentos) e é frito em óleo.

Como aboli os fritos em minha casa (não me lembro da última vez que fritei seja o que for)  e gosto bastante de grão, tive que arranjar uma alternativa mais saudável para este pastel típico. Para além disso quis fazer uma receita sem glúten (para que todos possam saborear sem exceção). E não é que saiu bem à primeira? Ficaram deliciosos e crocantes, bem parecidos com o real deal. 

Podem comer como acompanhamento ou refeição principal, eu comi-os com uma salda verde. 😉 Espero que gostem.


Ingredientes: (8-10 pastéis)

500g de grão cozido e escorrido

1 punhado de coentros frescos

6 folhas de hortelã

3 dentes de alho picados

1/2 cebola picada

3 colheres de sopa de azeite

1 colher de café de caril em pó

1 colher de café de cominhos em pó

1/2 colher de café de gengibre em pó

3 colheres de sopa de azeite (mais para untar)

sal e pimenta preta em moinho a gosto

2 colheres de sopa de farinha de trigo sarraceno (sem glúten)

1 colher de café de bicarbonato de sódio

Preparação:

Coloque todos os ingredientes, à exceção da farinha e bicarbonato de sódio, num robot de cozinha ou liquidificador. Triture tudo muito bem, até conseguir uma mistura homogénea.

Transfira para uma taça e leve ao frigorífico durante 20 min. Entretanto junte noutra taça a farinha e o bicarbonato de sódio e misture bem.

Pré-aqueça o forno a 250º, seleccionando a opção grill (grelha de cima). Junte a farinha ao restante preparado, envolvendo tudo com a ajuda de uma espátula.

Coloque um pouco de azeite em papel absorvente e unte um tabuleiro de forno. Unte de seguida as suas mãos e retire o equivalente a uma colher de sopa da mistura. Forme bolinhas ou pastéis como os que vê na foto, usando o centro das suas mãos e disponha-os no tabuleiro. Repita para a restante mistura.

Leve o tabuleiro ao forno durante 10-15 min, colocando-o a cerca de um palmo da grelha superior. A ideia é que os pastéis fiquem tostados/dourados, mas sem queimar. Após ter decorrido metade do tempo retire o tabuleiro do forno e vire-os com a ajuda de uma espátula e/ou garfo. Volte a levar ao forno pelo tempo remanescente. Enfeite com hortelã e sirva.

Nota: utilize de preferência ingredientes biológicos. Pode utilizar grão de lata ou seco, sendo que nesta segunda opção terá que o cozer primeiro.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s