Smoothie de goiaba com chantilly de coco

IMG_4180[1]

Esta é para celebrar o sol e os dias de praia em que apetece bebidas frescas e fruta a rodos! Um smoothie muito fácil de fazer, 100% natural e vegan.

A minha irmã Rita adora goiabas, acho que são o fruto preferido dela. Por isso cada vez que decide vir a Angola visitar-me, a pergunta “já há goiabas?” ecoa em todas as nossas conversas, com meses de antecedência… Este ano ela e o meu Pai vieram visitar-me no fim de Fevereiro e decidi preparar uma receita especial para “a mana cassula” (a mais nova).

No sábado preparei um pequeno almoço generoso (cheguei a partilhar no instagram, vejam aqui) e arrancámos cedo para fazer os quase 150km até Cabo Ledo. Passámos o Morro da Lua e a vista fantástica deste mar interminável, vimos os macacos a seguir à ponte do rio Kwanza, pouco depois o Parque Nacional da Quiçama e por fim a praia maravilhosa de Cabo Ledo.  A viagem faz-se bem e vale muito a pena a hora e meia de caminho. Não havia muita gente, o sol estava forte mas um vento aligeirava o calor e a água, apesar de ter tido dias mais quentes, estava no ponto ideal para refrescar. Passámos um dia ótimo, almoçámos sobre a praia e regressámos. A minha irmã e o meu pai estavam rejuvenescidos!

No dia seguinte foi dia em família na ilha do Mussulo, em casa da tia Nídia. A travessia faz-se em barco privado ou em chata, mas confesso-vos que até acho gira a experiência de ir de chata. IMG_4103[1]Assim que nos aproximamos do cais começa assim: “Madrinha, madrinha, precisas transporte? O meu barco tem ar condicionado!” Entretanto outros 5 barqueiros e ajudantes rodeiam-nos com a mesma cantilena, enquanto o primeiro os tenta “enxotar” e dizer que somos Clientes dele “Não, eu já lhes vi primeiro, eles vêm comigo!”.  Lá seguimos a nossa escolha no meio de dezenas de pessoas enquanto negociamos o preço. Subimos para uma chata velha de madeira com as tralhas atrás, os bancos são tábuas corridas e os coletes de salvação parecem do tempo da guerra, de tão usados que estão (sim, tudo o resto parece que se vai desfazer, mas os coletes são obrigatórios!).

O cheiro a combustível abunda por momentos mas é camuflado de seguida pelo cheiro a mar e pelo vento que aparece quando aceleramos.  Contornamos várias ilhas e bancos de areia (uns naturais outros já mandados fazer) e começamos a ver as casas do outro lado. Cada vez mais casas e cada vez menos enquadradas na paisagem. Dou comigo a pensar: “Qualquer dia a natureza é vencida nesta ilha.”

Quinze minutos depois chegamos e segue-se uma tarde de mergulhos na água quente, sol, almoço em família e muita preguiça. Uma tarde aqui e esquecemos a azáfama da semana e a confusão da cidade. E é neste enquadramento que um smoothie destes cai mesmo bem, enquanto nos balançamos na rede e o sol começa a esmorecer. O céu fica vermelho e o fim-de-semana acaba.


Ingredientes: (2 pessoas)

200g polpa de goiaba congelada (ver nota)

água fria q.b. (comece com 1/2 de chávena de chá e adicione mais se necessário)

1 colher de chá de stevia granulada ou açúcar de coco (opcional)

1 lata de leite de coco gordo (se não for gordo não funciona, veja aqui como escolher)

1 colher de sopa de xarope de ácer ou agáve cru (ou mel se não forem vegan)

Para decorar (opcional): folhas de hortelã e lascas de coco seco

Preparação:

Com a ajuda de uma colher retire apenas a parte sólida do leite de coco*. Coloque numa tigela e bata as natas de coco com uma batedeira ou varinha mágica (com o adaptador para as claras). Se as natas lhe parecerem muito espessas adicione uma a duas colheres de chá da água de coco e volte e bater. Assim que conseguir a consistência de chantilly, adicione o agáve ou xarope de ácer e volte a bater. Passe a mistura para um saco de pasteleiro com a ajuda de uma espátula e reserve. Também pode utilizar um saco hermético cortando-lhe um dos cantos**.

Num liquidificador junte a polpa de goiaba congelada, água e a stevia. Triture tudo até conseguir a textura de um granizado. Se for necessário adicione um pouco mais de água (em colheres de sopa) para a máquina continuar a triturar e vá raspando as laterais com uma colher ou espátula. Prove e ajuste o adoçante se precisar. Verta a mistura para as canecas ou copos e, com a ajuda do saco de pasteleiro, disponha por cima o chantilly de coco em movimentos circulares. Não precisa de ficar perfeito, só precisa de ficar saboroso! Decore com folhas de hortelã,  lascas de coco e sirva.

Nota: utilize de preferência ingredientes biológicos. Pode comprar a polpa de goiaba já congelada ou em alternativa triture as goiabas frescas (sem casca), de seguida coe para retirar as grainhas e congele a polpa de um dia para o outro.

*Dica: utilize a restante água/leite de coco para um caril, arroz ou refresco. Veja aqui uma sugestão.

**Em alternativa ao saco de pasteleiro, pode reservar o chantilly e adicioná-lo ao smoothie com a ajuda de uma colher. Não ficará com este visual aqui apresentado mas o sabor será o mesmo!

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s