Hummus de beterraba e menta

IMG_0999[1]

Este passou a ser o hummus preferido cá em casa. Não só pela cor maravilhosa como pelo sabor delicioso. E é tão fácil de fazer! Ora vejam.

Nunca fui apreciadora de beterraba. Gosto dela em saladas, ralada e com bastante vinagre, mas por si só não me entusiasma. Na verdade a única coisa que me fascina na beterraba é a cor e como a cozinha também é feita de cores, resolvi fazer experiências. Olhando para a foto decerto concordarão comigo quando digo que a experiência correu bem…:)

Esta semana elogiaram-me pela apresentação dos meus cozinhados. E apesar de ficar muito grata e orgulhosa pelo elogio, a verdade é que é tanto uma necessidade como uma preferência pessoal. A internet priva-nos dos sentidos mais importantes em relação à comida: o olfato e o paladar. É por isso necessário compensar na visão e tornar o pratos apelativos.

Sou da opinião que, com internet ou sem ela, comemos também com os olhos e por isso devemos ter cuidado na apresentação dos nossos pratos. Mas não quero de forma alguma criar-vos ideais perfecionistas de como os vossos cozinhados devem ser apresentados no dia a dia. Aliás, eu acho a perfeição um aborrecimento… consigo admirá-lá e dar o devido valor a quem a alcança ou tenta alcançar. Há breves momentos em que até a invejo mas passa-me rápido, não é para mim.

Eu gosto genuinamente das imperfeições. Gosto de como os legumes não estão cortados todos de forma igual. Gosto desta taça torta e irregular. Gosto do sol a entrar apenas de um lado da janela. Gosto de como os rabanetes ainda têm rama e raízes e gosto da assimetria de toda esta composição. Acho que é isso que a torna única.

Por isso, nada de se martirizarem por não conseguirem empratar ou cozinhar segundo os ideais daquilo que vêem algures. Ponham o vosso cunho nos pratos, façam o vosso melhor e asseguro-vos que será perfeito! (Perdoem-me o paradoxo).

Juntem-se a mim num brinde à imperfeição com este hummus de beterraba, que é bonito por si só e, melhor do que isso, é bem saboroso!


Ingredientes:

1 chávena de chá de grão cozido (sem pele)*
1/4 beterraba cozida (se gostar muito do sabor a beterraba pode usar mais para intensificar o sabor)
2 colheres de sobremesa de tahini (pasta de sésamo)
1 dente de alho
2 colheres de sopa de azeite virgem extra
4 colheres de sopa de chá de menta
1 colher de café de cominhos
sumo de 1/2 lima
flor de sal e pimenta preta em moinho a gosto
Para decorar (opcional): 1 fio de azeite, sementes de papoila e folhas de hortelã-pimenta.
Vegetais frescos a gosto: usei cenouras, rabanetes, brócolos, curgete e tomate cherry.

Preparação:

Coloque todos os ingredientes do hummus num robot de cozinha ou liquidificador e triture tudo muito bem.

Prove, ajuste o tempero e volte a triturar até estar cremoso. Passe-o para um taça e decore com os restantes ingredientes (opcional). Sirva com os seus vegetais crus preferidos (em palitos ou pedaços).

Nota: use de preferência ingredientes de origem biológica. Consulte aqui os alimentos mais ou menos sujeitos a pesticidas.

*Para retirar a pele de forma mais fácil esfregue gentilmente o grão cozido num pano até que a casca saia. Não precisamos que saia toda, basta a maioria. 

Anúncios

2 thoughts on “Hummus de beterraba e menta

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s