Massa com espinafres salteados e natas de caju

Massa com espinafres salteados e natas de cajuCremoso, fácil de fazer e capaz de conquistar fãs até entre acérrimos céticos da comida vegetariana. Assim é este prato, um sucesso garantido entre todos!

Quando o tempo começa a melhorar e o sol perde a vergonha, é frequente receber amigos e família para almoços lá fora. E o que a maioria gosta é de dar uso à churrasqueira que tenho no quintal. A mim, confesso que não é algo que me puxe. Primeiro porque só como carne quando o “rei faz anos” e depois porque estar horas em frente a uma grelha não é dos meus passatempos favoritos.

Continuar a ler

Anúncios

Bechamel vegan

bechamel 1

Vegan bechamel sauce – recipe in EN below

Um molho cremoso, delicioso e que se prepara em 10 minutos! Sem lactose ou glúten e muito fácil de fazer. Perfeito para aquela lasanha caseira ou aquele gratinado de legumes e batata.

Acho que já partilhei convosco a minha adoração por massas. Se pudesse acho que comia massa todos os dias sem enjoar. Mas tudo o que é de mais é exagero e o corpo e a mente pedem-nos para variarmos. No entanto, não quer isso dizer que de vez em quando não possamos fazer uma daquelas comidas de conforto que nos aquecem a alma e acho que todos os gratinados se enquadram um pouco nesta categoria. Continuar a ler

Couve-flor agridoce com molho de iogurte

IMG_4116[1]

Para os amantes das asinhas de frango, aqui fica uma opção vegetariana, feita no forno e bem deliciosa! São perfeitas para as “segundas sem carne” ou como entrada para um jantar descontraído.

Comecei a contar-vos no post anterior as minhas aventuras pela Namíbia, em especial as peripécias do nosso último safari. Se vos dissesse que houve apenas um ponto alto estaria a mentir porque toda a envolvência de um safari é por si só um êxtase e o episódio com o elefante deixou-nos a adrenalina em altas. Mas penso que o ex libris de qualquer safari são os grandes predadores, os leões. E nós estávamos a transbordar de entusiasmo com a esperança de os podermos ver. Continuar a ler

Molho cremoso de beterraba

img_3606

Creamy roasted beetroot sauce (recipe in EN below)

Se gostam de beterraba vão adorar este molho. Ótimo para acompanhar tostas, sandes, vegetais ou até pratos de carne ou peixe. Muito fácil de fazer e com opção vegan ou sem lactose.

Há alimentos que me chamam a atenção pela cor mais do que pelo sabor. A beterraba é um caso desses para mim. Não sou a maior fã do sabor, mas tenho que dar a mão à palmatória no que toca ao efeito visual que cria nos pratos, porque é deslumbrante.

Num destes dias resolvi fazer experiências com beterraba e saiu este molho cremoso e rosa shock, que quase parece uma daquelas coberturas de cupcakes, carregada de corantes. Mas não é. É cem por cento natural e cem por cento mérito da mãe natureza (vá e um bocadinho meu por ter juntado os ingredientes).

Continuar a ler

Batata-doce com molho de caju e paprika

img_2970

Este post é sobre comida de conforto. Aquela comida de inverno, perfeita para os dias de frio e para se partilhar em família, com quem mais gostamos. Vegan e sem glúten.

Quando vivemos algum tempo num país quente, como é o caso de Angola, em que na capital as temperaturas variam entre os vinte e poucos e trinta e muitos, por vezes sentimos falta do frio. Especialmente quando estamos constantemente a ser bombardeados com fotos, vídeos, posts e anúncios de campanhas de inverno, roupas grossas, bebidas quentes, casas aconchegantes, you name it.

Mas como diz o ditado, nada melhor do que não ter as coisas para lhes dar valor. Enquanto estive em Portugal não havia inverno que não me queixasse. Agora estou no calor e fazem-me falta alguns dias de inverno (reparem que disse “alguns dias” e não 6 meses de inverno!). Por isso nesta minha última visita, aproveitei ao máximo para fazer todos aqueles clichés dessa estação: bebi chá quentinho, comi castanhas assadas na rua, calcei botas, gorros, casacos de inverno e cachecóis. Só não comi pipocas a ver um filme enquanto chovia porque não choveu… Continuar a ler

Noodles de arroz com vegetais e molho de tamarindo 


Gostam do sabor agridoce? Então esta é para vocês. Ótimo para um jantar rápido com um toque exótico! Sem glúten e vegan 🍜

Um dos destinos onde ainda não tive oportunidade de colocar um “check” é o continente asiático. Já fiz planos para ir à Tailândia, Bali, Singapura, porém acabo sempre por decidir-me pelas Américas ou África. Não sei explicar-vos bem porquê, mas acredito que visitamos certos locais a seu tempo e talvez ainda não seja a altura certa para mim nessa parte do globo.

Porém a comida asiática é algo que me fascina. Não tanto em relação à excentricidade do que se come (se é que me entendem…) , mas mais quanto ao facto de ser uma alimentação com bases tão naturais, repletas de imensas frutas, vegetais e especiarias tão ricas e diferentes. E de vez em quando gosto de trazer isso para a minha cozinha.

Continuar a ler

Salada de couve roxa e rabanetes com molho de iogurte e funcho

img_26771

Uma versão diferente da típica americana coleslaw, com muito menos gorduras e bem mais saudável. Pronta em 10 min e só com 5 ingredientes, também em versão vegan!

 Aqui em Luanda costumo encomendar as frutas e vegetais de uma empresa que se chama Fazenda Girassol. Fazem entregas ao domicílio e os preços são mais acessíveis do que nos hipermercados. Além disso, tenho a garantia que entre a colheita e a entrega passam no máximo 48h (mais frescos que isto só se os colhesse eu diretamente para o prato).

Estou a contar-vos isto não porque me tenham pago para o fazer (se assim fosse avisava-vos), mas porque acredito que em qualquer sítio devemos buscar soluções que tragam os ingredientes mais frescos e saborosos até nós.  Em Portugal já há muita oferta deste tipo de serviços (felizmente). Se ainda não aderiram a um, façam-no porque faz toda a diferença no sabor e o vosso organismo agradece! Continuar a ler

Massa de curgete com molho de açafrão

img_2635

Está de dieta e quer receitas com poucos hidratos de carbono? Aqui está uma, fácil de fazer, deliciosa e pronta em 15 min. Ahhh e é vegan!

Fiz esta receita pela primeira vez num almoço de família aqui em casa. Envolvi o molho no esparguete de curgete e houve quem nem se apercebesse que não estava a comer massa! Resultado: um sucesso que é baixo em calorias.

Normalmente tento cortar nos hidratos de carbono ao jantar. Opto por refeições mais leves tipo saladas, sopas, etc. e esta é uma receita ótima para essas ocasiões. Já vos contei anteriormente que comprei um espiralizador (vejam aqui), mas podem perfeitamente fazer esta receita utilizando um descascador de legumes e cortando a curgete em tiras bem fininhas. O resultado será o mesmo e o sabor também 😀 Continuar a ler

Fettuccine de cenoura com molho Alfreda

img_2511

Gostam de fettuccine? E de molho Alfredo, cheio de natas e queijo? Então vão adorar a minha receita de molho Alfreda. Muito mais light e super cremoso!

Como já vos comentei, eu adoro massa. O problema é que a massa não gosta de mim… Ou melhor, não me faz bem nas quantidades que eu gostaria de a ingerir! Em doses moderadas é ótima (como quase tudo).

Por isso, volta e meia penso em formas de satisfazer os meus desejos de pratadas de massa cheias de natas e afins. Foi num desses dias que resolvi criar esta receita de pasta fingida com molho “Alfreda” (não, não é gralha, é mesmo Alfreda porque é uma versão minha e eu decidi que esta é feminina). Muito mais leve que a original, mas sem perder a textura cremosa que é tão típica da chamada comfort food. Continuar a ler

Pataniscas de curgete com molho de iogurte

IMG_2390

Este bom aspecto só é igualado pelo sabor destas pataniscas. Não têm glúten e são muito menos calóricas do que as pataniscas normais. Deixo ainda uma versão sem lactose.

Sabem a velha máxima “bacalhau não é peixe”? Pois para mim não é mesmo. Pelo menos em termos de sabor. Não existe peixe que eu goste de comer de toda a forma e feitio, a não ser o bacalhau. Acho que não há receita de bacalhau que eu não goste… E claro, as famosas pataniscas de bacalhau não podiam ser exceção.

Porém essa iguaria não é muito light tendo em conta as quantidades de batata e farinha que contém e o facto de ser “mergulhada” em óleo. Por isso, propus-me arranjar uma alternativa a esta tradicional délicatesse (sim eu faço desafios a mim própria).  Continuar a ler