Caril de grão e gimboa

IMG_5616[1]

Se querem incluir na vossa alimentação mais opções vegetarianas, esta pode muito bem ser a vossa receita de eleição! Fácil de fazer, deliciosa e rica em ferro e proteína vegetal.

Tinha 4 anos quando fui a Marrocos e nunca mais lá voltei até hoje. Seria de esperar que não me lembrasse de quase nada, mas algumas coisas marcaram-me. Lembro-me da piscina do hotel e de uma taça gigante (ou assim me parecia) cheia de rebuçados, que a minha avó Tininha arrumou em cima do roupeiro, para a tirar do meu alcance. Lembro-me ainda que adorei aquele pão achatado e fiquei encantada com os senhores azuis, de uma tribo que visitámos no deserto.

Nesta viagem a minha mãe comprou 2 lenços, um preto e outro amarelo, com uns apliques em vermelho e prateado que finalizavam com lantejoulas reluzentes nas pontas. Tivemos esses lenços durante anos e eu usava-os sempre que podia. Mas o que mais me encantou foram as cores. As cores dos tecidos, das loiças, da fruta e as especiarias que faziam autenticas pirâmides coloridas e pontiagudas nas ruas dos mercados.

Talvez tenha sido essa experiência de infância que me ensinou a gostar de visitar mercados, mas a verdade é que trago isso comigo até hoje. E quanto se trata de especiarias prefiro mil vezes comprá-las a granel. Em Lisboa compro o caril no Martim Moniz mas hoje em dia alguns mercados e lojas biológicas já o vendem a granel. Quando falamos de especiarias nada como cheirar para crer! É importante sentir o aroma do que estamos a comprar, em vez de olharmos para dentro de um frasco ou pacote numa prateleira de supermercado.

Este caril de grão e espinafres é um dos meus favoritos. Na realidade o grão-de-bico é altamente versátil, tanto faz doces deliciosos (vejam aqui) como patês cremosos (vejam aqui).  E do ponto de vista nutricional é bastante completo, rico em ferro, ácido fólico, magnésio e fibras e pobre em gorduras. No entanto muita gente evita o consumo desta e de outras leguminosas pela sensação de inchaço que elas trazem. Mas para grandes males grandes remédios, certo? E aqui vai uma dica: quando cozerem o grão (ou outra leguminosa), juntem um pouco de alga kombu. Ela atenua os gases típicos das leguminosas, evitando que passem para o nosso sistema digestivo. E sim resulta mesmo, só não funciona com grão de lata porque este já vem cozido. Por isso toca a experimentar este caril perfumado e maravilhoso.

Bom apetite!


Ingredientes:

1 lata de leite de coco (400ml)

2 chávenas de chá de grão de bico cozido

150-200g de gimboa ou espinafres frescos

1 punhado de coentros frescos

1 colher de sobremesa de gengibre fresco picado

2 colheres de sopa de cebola picada

2 + 3 colheres de sopa de azeite virgem extra

1 colher de sopa de caril em pó

1/2 colher de café de cominhos

2 sementes de cardamomo

1 cravinho

1/4 colher de café de noz moscada

1 colher de chá de açafrão

1/4 colher de café de piri-piri (opcional ou mais se pretender mais picante)

Flor de sal e pimenta preta em moinho a gosto

1/4 de chávena de chá de erva príncipe (opcional)

1 colher de café de sementes de sésamo (opcional – para decorar)

Preparação:

Num wok ou panela salteie a gimboa ou espinafres em azeite (2 colheres) e alho, sobre lume médio. Tempere com sal e pimenta preta em moinho a gosto. Assim que estejam cozinhados e a água tenha evaporado, retire e reserve.

No mesmo wok ou panela salteie agora o azeite (3 colheres), o gengibre e a cebola em lume médio. De seguida introduza o grão previamente cozido e escorrido e adicione o caril, cominhos, cardamomo, noz moscada, açafrão, piri-piri (opcional) sal e pimenta preta em moinho a gosto. Envolva bem e adicione o leite de coco e o chá de erva príncipe (opcional), mexendo até conseguir um caldo amarelo e uniforme. Deixe apurar uns minutos (5-10 min) ou até conseguir um molho cremoso.

Escorra a gimboa ou espinafres (se tiverem ainda muita água), adicione ao caril e mexa. Prove e ajuste os temperos se necessário. Por último adicione os coentros frescos e as sementes de sésamo por cima para decorar (opcional). Sirva.

Nota: utilize ingredientes de origem biológica. Sugiro que sirva o caril em taças ou pratos de sopa com colheres porque vai querer aproveitar todas as gotas deste molho delicioso!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s