Bolo húmido de cenoura com recheio de baunilha

IMG_5048[1]

Uma viagem ao Lubango, com paisagens de cortar a respiração inspiraram-me a fazer este bolo húmido, sem glúten e vegan. Leiam tudo aqui e vejam as fotos!

No passado dia 20 de Março foi o meu aniversário e como de costume aproveitei para viajar. Desta vez fui até ao Lubango, na província da Huíla. O Lubango fica numa região de planalto, no sul de Angola. O clima, ao contrário do habitual por aqui, é seco e faz frio no inverno. Esta não foi a minha primeira visita ao Lubango, na verdade foi a segunda. Mas nem por isso esta terra deixou de me maravilhar (tanto ou mais do que a primeira vez até).

Continuar a ler

Anúncios

Gelado de baunilha de São Tomé

img_2743

Esta é daquelas receitas que se saboreia pelo cheiro! Um gelado aromático, sem leite, glúten ou açúcar refinado. Ótimo para acompanhar um crumble ou tarte de maçã.

Contei-vos neste post a maravilha que foi a minha viagem a São Tomé e Príncipe, especialmente a esta última ilha. Dessa viagem trouxe várias “coisas boas” que tenho usado nas minhas receitas, mas tenho guardado uma com especial carinho: as vagens de baunilha. Esta baunilha é produzida de forma tradicional (aliás quase tudo em São Tomé ainda o é) e o cheiro é intoxicante (de uma forma positiva, claro).

Tenho andado a guardar esta baunilha para um doce especial e ainda bem que o fiz porque o resultado deste gelado é delicioso. Na verdade não sou de escolher este sabor quando vou a uma geladaria, parece-me demasiado aborrecido ou tradicional e opto sempre por sabores mais irreverentes. Mas em casa gosto de ter sempre gelado de baunilha porque vai bem com tudo e não há quem não goste. Se pensarem bem, o gelado de baunilha é o equivalente a um vestido preto (o black cocktail dress de que tanto se ouve falar). Serve para todas as ocasiões, podemos misturá-lo com outras peças para lhe dar graça e fica bem a todas as figuras. Continuar a ler