Gelado de baunilha de São Tomé

img_2743

Esta é daquelas receitas que se saboreia pelo cheiro! Um gelado aromático, sem leite, glúten ou açúcar refinado. Ótimo para acompanhar um crumble ou tarte de maçã.

Contei-vos neste post a maravilha que foi a minha viagem a São Tomé e Príncipe, especialmente a esta última ilha. Dessa viagem trouxe várias “coisas boas” que tenho usado nas minhas receitas, mas tenho guardado uma com especial carinho: as vagens de baunilha. Esta baunilha é produzida de forma tradicional (aliás quase tudo em São Tomé ainda o é) e o cheiro é intoxicante (de uma forma positiva, claro).

Tenho andado a guardar esta baunilha para um doce especial e ainda bem que o fiz porque o resultado deste gelado é delicioso. Na verdade não sou de escolher este sabor quando vou a uma geladaria, parece-me demasiado aborrecido ou tradicional e opto sempre por sabores mais irreverentes. Mas em casa gosto de ter sempre gelado de baunilha porque vai bem com tudo e não há quem não goste. Se pensarem bem, o gelado de baunilha é o equivalente a um vestido preto (o black cocktail dress de que tanto se ouve falar). Serve para todas as ocasiões, podemos misturá-lo com outras peças para lhe dar graça e fica bem a todas as figuras.

Por essa razão decidi fazer eu o meu “vestido preto” para que me assentasse que nem uma luva: 100% natural, sem açúcar e sem lactose. Assim evito gelados de compra, cheios de corantes e ingredientes processados. Se ainda não experimentaram, não imaginam o que estão a perder porque não há sabor como o dos ingredientes naturais!

Estão convencidos?


Ingredientes: (4 pessoas)

1 lata de leite de coco gordo (200 ml) – refrigerada no mínimo 12h

5 colheres de sopa de açúcar de coco

3 colheres de extrato de agáve cru

1/2 chávena de chá de leite de amêndoa (ou outro que prefiram)

2 vagens de baunilha (sementes)

1 colher de café de extrato de baunilha bio

Preparação:

Abra as vagens de baunilha ao meio e raspe as sementes com a ajuda de uma faca.

Em lume médio, aqueça o leite de amêndoa num tacho e junte o agáve, o extrato e as sementes de baunilha. Mexa bem e assim que levantar fervura apague e reserve até esfriar.

Abra a lata de leite coco e retire apenas a parte sólida e cremosa para uma taça. Bata o creme do coco com o açúcar e junte-lhe o restante preparado. Envolva tudo bem e coloque na máquina de fazer gelados. Siga as instruções da sua máquina (na minha demorou cerca de 2o min). Sirva assim que adquirir a consistência certa ou congele em recipiente próprio.

Nota: optem por ingredientes biológicos. Quanto ao leite a utilizar, penso que também funcionará com leite de avelã, soja e leite normal (no caso de não serem vegan ou intolerantes à lactose). 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s